Principal
Especiais
Placar Brasil
Papo de Box
Autódromos
Agenda
Galeria
Wallpapers
Fórmula 1
F-Indy
Fórmula 2
Fórmula 3
Fórmula Renault
Brasil
Stock Car
Endurance
Brasileiro de Marcas
Fórmula Truck
Europa
Estados Unidos
Rali
Kart
Placar Brasil
Memórias Velozes
Outros

Countdown Speed On Line
 
 
 
No Maranhão, a disputa de uma Etapa Maratona
 
Bastante amassado em sua parte frontal, o Mitsubishi L200 RII de José Eduardo de Moraes/Júlio Arakaki era apenas um dos carros prejudicados pelas agruras dos trechos já percorridos pela caravana (Foto: VippCom)
Com os competidores e equipamentos já bastante desgastados, a sexta etapa de especiais do ?Sertões? aconteceu na quarta-feira, dia 7 de julho. A etapa Maratona que foi disputada entre a capital Imperatriz e a cidade maranhense de Bacabal teve um total de 514 quilômetros, dos quais, os primeiros 74 foram de deslocamentos, houve uma especial de 134, um deslocamento de 106, outra especial, esta com 86 quilômetros, que foram seguidos de mais 113 km de deslocamentos.

A travessia de um trecho com muita areia e um riacho marcou a primeira especial, enquanto a segunda teve seus 20 primeiros quilômetros disputados num "estradão" largo e bem rápido. Em compensação, no trecho final, as trilhas fechadas lembraram a Trasamazônica, principalmente em função da erosão.

O dia de disputas começou com a piloto Juliana Carreira dando um susto na organização ao expressar desespero pelo rádio. Na verdade, a paulista queria apenas informar que o Mitsubishi TR4 que estava pilotando em companhia da Navegadora Rita Pacheco Frias havia ficado atravessado na estrada. Dos 12 que haviam largado no dia 2, apenas 5 caminhões iniciaram a participação nas etapas cronometradas.

Bem longe das trilhas, o aeroporto de Imperatriz acabou transformado quase que num hospital, já que muitos pilotos que haviam sofrido acidentes na prova pegaram um vôo comercial com destino a São Paulo, o mesmo no qual embarcaram o piloto Édio Fuchter e o navegador Milton Pereira, que haviam abandonado a disputa no dia anterior, quando o câmbio da S10 que usavam ?abriu o bico?.

Renê e Marcus Vinicíus de Almeida e Melo, representantes do Chevrolet Rally Team, iniciou o dia com um plano na cabeça: acelerar o máximo que pudesse para recuperar o tempo perdido nas etapas anteriores. ?Acho que não é todo mundo que vai agüentar esse tipo de piso. Vou acelerar o que der pra tentar recuperar terreno?, disse René Melo.

Cada vez mais desgastados, muitos carros terminaram em estado lastimável o trecho percorrido ao longo do dia, principalmente em função das erosões e do calor escaldante de 45 graus.

Um dos veículos que ?sentiu o drama? ao final do dia foi o Mitsubishi L200 RS da piloto Helena Deyama e sua navegadora Priscila Bonacin, que terminou o dia com o motor jorrando óleo para todos os lados, o que levou a dupla a encostar o carro e solicitar reboque.
Jorge Kraucher

anterior Índice de notícias próxima
Enviar Imprimir  



Alpie Racing
Fórmula Alpie

 


© Copyright 1998/2019 Speed On Line. Todos os direitos reservados