Principal
Especiais
Placar Brasil
Papo de Box
Autódromos
Agenda
Galeria
Wallpapers
Fórmula 1
F-Indy
Fórmula 2
Fórmula 3
Fórmula Renault
Brasil
Stock Car
Endurance
Brasileiro de Marcas
Fórmula Truck
Europa
Estados Unidos
Rali
Kart
Placar Brasil
Memórias Velozes
Outros

Countdown Speed On Line
 
 
 
Um perfil de Batista Félix
 
Aurélio Batista Félix nasceu em Santos no dia 24 de abril de 1958, e desde criança sempre teve muito contato com caminhões, e ficava fascinado com as histórias do pai, caminhoneiro.

Aos 9 anos de idade, começou a manobrar caminhões e, aos 11, já guiava automóveis pelas ruas. Pouco depois, aos 16, ficou conhecido no bairro por fazer com uma Kombi algumas das manobras que mais tarde passaria a realizar nos show antes da disputa de cada corrida da Fórmula Truck..

Foi naquela mesma época que ele começou a guiar caminhões nas estradas e quando não havia risco de fiscalização da polícia rodoviária até arriscava viagens de pequenos trajetos. Mas o trabalho como caminhoneiro começou mesmo aos 17 anos.

Com o pai adoentado, ele assumiu a boléia e passou a fazer o transporte de motores Ford do modelo Maverick para o porto de São Sebastião. Descia a rodovia dos Tamoios e se divertia dirigindo carretas de 10 toneladas.

Aurélio participou da primeira prova de caminhões realizada no Brasil, em Cascavel (PR), em 1987, considerada o berço da Fórmula Truck. Mas a experiência acabou retardando a criação da categoria em razão do acidente fatal sofrido por Jeferson Ribeiro da Fonseca durante a prova.

Se atrasou os planos, o acidente naquela corrida não desestimulou Aurélio Batista Félix, que em 1989 criou a Racing Truck, , que funcionava na mesma sede da Transportadora ABF, em Santos.

Aos poucos, o filho de caminhoneiro e já vice-presidente do Sindicato dos Motoristas Autônomos da Baixada Santista foi preparando alguns caminhões que tirava da sua própria frota e transformando-os em caminhões de corrida.

O trabalho na preparação do caminhão, do motor, suspensão, criação de novas peças e principalmente os equipamentos de segurança, exigiu incansáveis pesquisas e reuniões do pequeno grupo comandado por Aurélio.

Paralelamente, um regulamento técnico foi tomando corpo com a preocupação de colocar modelos e marcas diferentes em nível de igualdade dentro da pista. Começaram as provas-exibição em 1993, já reunindo perto de 10 mil pessoas nos autódromos.

Na época, eram realizadas cinco ou seis provas por ano. Em 1994, a categoria fez uma apresentação oficial em Interlagos, apresentando a Fórmula Truck para empresários, autoridades esportivas e imprensa.

Em 1995, o público nas provas-exibição já passava de 15 mil pessoas e a CBA começou a estudar a homologação do evento automobilístico que já impressionava por levar um público tão grande aos autódromos.

O reconhecimento do trabalho de Aurélio Batista Félix veio com a aprovação da Fórmula Truck pela Confederação Brasileira de Automobilismo para a criação definitiva do Campeonato Brasileiro, em 1996.

Os equipamentos de segurança desenhados por Aurélio e produzidos na própria sede da Fórmula Truck foram reconhecidos pela entidade máxima do automobilismo brasileiro e hoje são superiores aos utilizados na Europa.

Na atual temporada, Aurélio estava realizando o sonho da internacionalização da categoria, com negociações adiantadas para uma corrida na Argentina. O projeto ganhou força depois da visita de Aurélio a uma etapa da Truck européia, em Nurburgring, no ano passado.

Ele voltou animado e teve longas conversas com representantes da categoria que visitaram o Brasil em 2007. Aurélio tinha 49 anos de idade e era casado com Neusa. Deixa três filhos: Danielle, Gabrielle e Aurélio Junior.
Jorge Kraucher

anterior Índice de notícias próxima
Enviar Imprimir  



Interlagos - um sonho de velocidade
Fórmula Alpie

 


© Copyright 1998/2017 Speed On Line. Todos os direitos reservados