Principal
Especiais
Placar Brasil
Papo de Box
Autódromos
Agenda
Galeria
Wallpapers
Fórmula 1
F-Indy
Fórmula 2
Fórmula 3
Fórmula Renault
Brasil
Stock Car
Endurance
Brasileiro de Marcas
Fórmula Truck
Europa
Estados Unidos
Rali
Kart
Placar Brasil
Memórias Velozes
Outros

Countdown Speed On Line
 
 
 
Dakar: 27 carros são desclassificados após a disputa da terceira etapa
 
Varela e Ayala ocupavam a terceira colocação na categoria T2.1 gasolina (Foto: Donizetti Castilho)
Problema com a embreagem obrigou Reinaldo Varela e Erley a perderem pontos de passagem e também estão fora do maior rali do mundo

O rali mais difícil e desafiador do mundo pregou uma de suas peças na última segunda-feira (04/01). Enquanto os franceses Stéphane Peterhansel/Jean-Paul Cotret (BMW X3) venceram a terceira etapa e assumiram a liderança da 32ª edição do Rally Dakar, outras 27 duplas foram desclassificadas após o percurso de 441 km entre as cidades argentinas de La Rioja e Fiambalá. Os competidores desclassificados perderam três pontos de passagem obrigatória consecutivos, o que fere o regulamento da competição e prevê a exclusão.

Muitos dos participantes desclassificados perderam os chamados waypoints (WP) por conta de avarias mecânicas no primeiro trecho de desafiadoras dunas no Dakar. É o caso dos brasileiros Reinaldo Varela/Erley Ayala (Mitsubishi/Pirelli/Blindarte), que tiveram problemas com a embreagem de seu Mitsubishi Pajero Full.

“Ficamos sem embreagem após alguns quilômetros da Especial. Andamos o máximo que pudemos. Estou muito triste por não poder continuar numa prova tão importante em virtude de um problema aparentemente simples” conta Reinaldo Varela, que com o navegador Erley Ayala ocupava a terceira colocação na categoria T2.1 a gasolina, na qual participam carros praticamente originais.

Com a falha mecânica, a dupla da Mitsubishi/Pirelli/Blindarte ficou impossibilitada de passar por alguns pontos do percurso e foi obrigada a desviar do trajeto original. “Fizemos de tudo para seguir no Dakar, mas parte do percurso era muito íngreme. Tivemos que optar caminhos alternativos para chegarmos ao fim do dia”, explica Varela, único brasileiro Campeão Mundial de Rally Cross-Country (2001), modalidade do mais tradicional rali off-road do mundo.

Entre os 27 carros excluídos, cinco são formados por competidores brasileiros. Além de Varela/Ayala, as duplas Julio Bonache/Lourival Roldan (Mitsubishi), Klever Kolberg/Giovanni Godoi (Mitsubishi), Sven Fischer/João Stal (Mitsubishi) e Sérgio Williams/Rodrigo Konig (Troller) também estão fora.

Em 2009, dezenas de pilotos também perderem três pontos de passagem seguidos durante o Rally Dakar. Inicialmente eles foram desclassificados, mas os comissários reviram a penalidade e na ocasião aplicaram uma punição de tempo aos competidores.

“Nós conversamos durante muito tempo com os comissários, mas ao contrário do ano passado eles estavam irredutíveis. É muito triste deixar o Dakar desta forma”, completa Varela.

Em 25 anos de rali, Reinaldo Varela tem os títulos de Campeão Mundial de Rally Cross Country, pentacampeão Brasileiro, tetracampeão do Rally Internacional dos Sertões, pentacampeão Brasileiro e Campeão Sul-americano de Rali de Velocidade. Em 2009 foi o piloto que venceu mais provas de cross-country no Brasil.

A dupla Reinaldo Varela/Erley Ayala tem patrocínio de Mitsubishi/Pirelli/Blindarte e apoio Divino Fogão/Itamotors/Temp Clean/Arycom/Artfix.
João A. T. Otazu

anterior Índice de notícias próxima
Enviar Imprimir  



Alpie Racing
Fórmula Alpie

 


© Copyright 1998/2017 Speed On Line. Todos os direitos reservados